Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

Por que a população não está do lado da policia?

Já vivemos um tempo em que a população esperava aflita pelo super herói ou o justiceiro que vinha nos salvar dos incautos e criminosos. Gostávamos da idéia da chegada de algo ou alguém que nos dava segurança e tranqüilidade e seguíamos vivendo o mundo. Hoje, temos medos dos nossos super heróis e a população não tem ajudado a policia – como ela quer - a conter a onda de crime e violência. Existe um vazio entre a polícia e a população que ela pretende proteger.

Estamos vivendo uma época de silêncio. Silêncio de quem incomoda. Silêncio de quem se sente incomodado. Quem incomoda sabe que seus métodos não são os mais adequados; mas são os únicos que possuem e acreditam. Muitos que estão incomodados permanecem calados porque temem represálias as mais variadas aos seus interesses e aspirações. Outros, incomodados, gritam um grito que não repercute. No entanto, o silêncio está nos avisando o prenúncio de uma guerra civil atomizada e descontrolada.

As pessoas estão morrendo. São pessoas oriund…

O buraco

O mundo afundou no poço do oco da terra O buraco ficou sem fundo O buraco não tinha cor
Era uma estrela congelada e invisível Que não tinha nome Botaram nome na estrela O nexo mais profundo e exposto do que existe na terra
O fundo da terra é preto O fundo do mar é preto O preto que faz o reboco da terra afundou no poço O vestido da menina que vai ao baile é preto básico O fundo do buraco é sem cor
Se é negro o buraco sem fundo Se o negro não existe O buraco inexiste
Entretanto, ninguém escapa de um buraco negro A luz que fica lá dentro sem sair Atrai estranhas gravidades Atrai estranhas velocidades protomutâncias
um pêndulo entre deus e o metal uma fé ressentida entre o bem e o mal uma relíquia indecifrável no pulmão oco do espaço um tropeço esperado do próximo passo
O seu buraco sou eu! Sérgio São Bernardo