Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

COTAS PARA BRANCOS

Ou, de como um modelo de estado e sociedade proporcionaram
privilégios para uma maioria de europeus e seus descendentes no Brasil

*Sérgio São Bernardo

Recorrer à gramática da identidade nacional homogênea tem sido uma argumentação poderosa a serviço da simulação de uma pluralidade isonômica de culturas. A diversidade cultural aparece como um manto que encobriu rostos que falam e as posições de onde falam. Fundada em matrizes etno-culturais distintas e singulares a sociedade brasileira convive com o esforço de obliteração sintética que apenas tem servido para a consolidação de uma panacéia em que a mistura é vendida como virtude para manter a hierarquia das culturas e dos privilégios. A beleza do misto produz índices insuportáveis de miseráveis rostos localizáveis que são negociadas por várias outras identidades que se equilibram na corda bamba do padrão ideal do que é bonito, útil e moralmente aceito. Este texto dialoga com as armadilhas das ações afirmativas para a população negra, mas,…